Como a Toyota suspendeu operações por conta de cyberataque no Japão

No início do mês de março, 28 linhas de produção de 14 fábricas da Toyota Japão tiveram suas operações suspensas graças a um ciberataque a um grande fornecedor – a Kojima Industries. 

O ataque foi causado por um malware, vírus de computador que causa danos intencionais a sistemas. Aparentemente, a infecção por malware foi generalizada na indústria, derrubando desde sistemas de linha de produção (sistemas de controladores) até o próprio site da Kojima. 

A Kojima é uma parceira comercial da Toyota e fabrica componentes das partes interna e externa de veículos, particularmente de componentes plásticos e eletrônicos para o mercado doméstico do Japão.

Sou um grande admirador da Toyota e seus meios de produção e fiquei feliz em saber que a situação foi controlada e levada à normalidade em poucos dias. Agora, gostaria de explorar o caso de suspensão de operação industrial por conta de vírus de computador.

Precisamos notar que a segurança digital, hoje em dia, é tão importante quanto a segurança patrimonial. Isso se dá uma vez que todo o processamento de dados e controles de uma empresa/indústria são computadorizados. Apesar da alta sofisticação de sistemas modernos, precisamos nos atentar ao nível de segurança deles e aplicar medidas de prevenção a tais ataques cibernéticos.

Para aumentarmos o nível de segurança e diminuirmos o risco de ataques, seguimos as seguintes estratégias:

– Auditoria de processos: verificamos como os processos digitais e manuais são executados e quais vulnerabilidades apresentam

– Teste de penetração: realizamos um ataque controlado aos sistemas, a fim de identificar vulnerabilidades do ponto de vista de um hacker (claro, sem causar danos)

– Proposta de adequação e plano de contingência (em caso de ataques)

– Treinamento da equipe: pilar importante para estabelecer cultura de segurança da informação

Aumente o nível segurança da sua empresa com a MarqSecurity!

Leave a Reply

Your email address will not be published.